Ativistas cancelam construção de prédios na Torre Eiffel

A câmara de Paris abandonou os planos para os novos prédios ao pé da Torre Eiffel, após muitos protestos de ambientalistas e um pedido que recolheu mais de 150 mil assinaturas.

Emmanuel Grégorie, vice-presidente da câmara de Paris, falou ao Jornal du Dimanche: “Estou anunciando que estamos cancelando completamente qualquer projeto de construção ao pé da torre, mas o paisagismo será mantido”.

Em maio, tomaram a medida de salvar as árvores depois de muitos protestos da própria população local que se negava aos planos da construção de prédios, lojas e cafés ao pé do símbolo parisiense.

O paisagismo faz parte de um plano muito mais amplo para a reorganização do espaço ao redor dos atrativos turísticos, incluindo a plantação de grama e árvores nos caminhos e áreas públicas.

Ao redor da torre, existe uma área de 54 hectares atravessada por muitos caminhos, que será entregue em grande parte aos pedestres e aos “transportes de baixo impacto” como são os ônibus e bicicletas.

As autoridades da cidade tem como objetivo terminar o mais breve possível, antes do início dos Jogos Olímpicos de Paris em 2024.

A estimativa é de que 150 mil pessoas visitem o lugar da torre todos os dias durante a temporada alta de verão. Em geral, 7 milhões de pessoas visitam a torre anualmente.

Os ativistas estão muito contentes pelo cancelamento da construção dos prédios, e, junto a isso, por salvar muitas árvores que iriam desaparecer. “Agora estamos satisfeitos, mas temos que ficar alerta” se expressou Thomas Brail do Grupo Nacional de Vigilância de Árvores (GNSA), que faz parte de um dos grupos que lutam contra esse tipo de planos.

Deixe um comentário